“108 Horas de Paz” termina com celebração da lucidez

por 2/01/2012 Comente!

A importância da lucidez no dia a dia, em atos simples como alimentar-se e relacionar-se, foi o tema da palestra do lama Padma Samten que encerrou o evento “108 Horas de Paz” no Cebb Caminho do Meio. O lama enfatizou que quando se pratica o silêncio como método para atingir lucidez, podemos começar a construir paisagens de terras puras, modificando nosso olhar para nós mesmos e tudo que está em volta. A lucidez permite o diálogo entre as diferentes tradições religiosas, corroendo sectarismos, tensões e disputas.

“Embora o primeiro dia do ano seja parte de uma construção artificial, é um bom tempo para refazer os votos e praticar o silêncio, que acalma a mente e derruba todas as ilusões. Nossa prática principal é desenvolver intimidade com este silêncio que está além da vida e da morte”, explicou.

O encontro “108 Horas de Paz” promoveu três dias de debates e oficinas sobre uma visão ampla de saúde, que incluiu aspectos de alimentação, medicinas alternativas e práticas de saúde pública. No último dia do ano, representantes de várias religiões uniram-se para trocar impressões e informações sobre as visões de saúde presentes em suas tradições. Para ver as fotos do encontro, acesse este link: http://www.flickr.com/photos/cebb/sets/72157628642762747/

Blog Widget by LinkWithin

Carmen Navas Zamora é aluna do lama Padma Samten desde 2003, pesquisa Comunicação, Memória Social e Cibercultura e colabora com as publicações do Cebb em diferentes mídias. É uma das editoras da revista Bodisatva. | Leia outros posts de


Receba o próximo texto

Deixe seu comentário!

Esse site usa o sistema Gravatar. Para que sua foto apareça, basta se cadastrar.