|

A lua no espelho: uma visão incomum da prajna paramita

por 27/09/2013 1 comentário

Sua Eminência Gyalwa Dokhampa está vindo para uma série de ensinamentos no nordeste. Aproveitando os tempos extraordinários em que vivemos, o selo Lúcida Letra acaba de lançar o livro “A lua no espelho: uma visão incomum da prajna paramita”, com tradução de Lúcia Brito, prefácio e introdução de Lama Jigme Lhawang, professor brasileiro responsável pela Linhagem Drukpa nas Américas.

Pedimos autorização a lama Jigme Lhawang para publicar aqui no blog da revista Bodisatva o prefácio.

Você pode adquirir o livro impresso na na loja online da Lúcida Letra ou, se preferir a versão digital para Kindle, na Amazon.


Prefácio de Lama Jigme Lhawang

Neste livro, S. Ema. Gyalwa Dokhampa aborda um dos principais sutras da grande tradição Mahayana do budismo e também o ensinamento fundamental tanto para o Sutra quanto para o Tantra dessa tradição – o Coração da Perfeição da Sabedoria. Em uma linguagem simples e profunda, Sua Eminência nos guia em uma jornada maravilhosa e incomum pelo universo secreto de nossa mente, revelando cada aspecto da vida cotidiana como uma expressão mágica, lúdica e inseparável do nosso mundo interno.

Sua Eminência nos ajuda a percorrer o trajeto para dentro de nossa mente-coração usando de exemplos simples como a vida em família, a relação com a sociedade, as questões econômicas, culturais e sociais de nosso tempo. De forma descomplicada, indica a ponte entre os caminhos do Sutra e do Tantra – uma visão muito importante a ser apreendida e realizada por todo praticante do budismo tântrico – e nos mostra a Perfeição da Sabedoria (Prajna Paramita) como sendo a própria essência de todo o budismo tibetano em seus incontáveis métodos e abordagens, meditações, mandalas, deidades, mantras e orações.

O budismo tibetano em sua totalidade segue a grande tradição indiana do budismo, desenvolvida principalmente até o século XI nas universidades budistas de Nalanda e Vikramashila, e também a extraordinária linhagem dos mahasiddhas da Índia, iogues de conduta incomum e inconcebíveis poderes espirituais.

Em particular, a linhagem Drukpa do budismo tibetano traça o seu surgimento desde a transmissão do grande pandita e mahasiddha indiano Naropa até o tibetano Marpa Lotsawa. O mestre indiano Naropa foi um dos maiores eruditos da Universidade de Nalanda, e após deixar o conforto acadêmico e monástico, treinou arduamente como mendicante espiritual por mais de dez anos ao lado de seu mestre, o mahasiddha Tilopa, tornando-se um dos 84 grandes mahasiddhas indianos.

Sua Santidade Gyalwang Drukpa, líder supremo da escola Drukpa, é considerado o 12o renascimento do fundador dessa linhagem, o tibetano Tsangpa Gyare Yeshe Dorje, que por sua vez é reconhecido como uma reencarnação do mahasiddha e pandita indiano Naropa.

O quarto renascimento dos Gyalwang Drukpas foi Kunkhyen Pema Karpo, um dos maiores mestres de realização e erudição na história do budismo tibetano, reconhecido e louvado por todas as linhagens dessa tradição himalaica. Entre os principais discípulos de Kunkhyen Pema Karpo está Latsewa Ngawang Zangpo, o primeiro Yongdzin Rinpoche. Yongdzin Rinpoche teve três grandes discípulos: Ngawang Tenphel (o primeiro Gyalwa Dokhampa), Ngawang Gyatso (o primeiro Taktsang Repa Rinpoche) e Konchok Gyalpo (o primeiro Dorzong Rinpoche).

S. Ema. Gyalwa Dokhampa foi reconhecido como a nona reencarnação dos Gyalwa Dokhampas por S. S. o Dalai Lama, S. Ema. Thuksey Rinpoche (já falecido) e também por seu próprio guru raiz, S. S. Gyalwang Drukpa. Batizado por S. S. Gyalwang Drukpa com o nome de Jigme Padma Nyinjadh (A Destemida Compaixão Nascida do Lótus), é a reencarnação direta do oitavo Gyalwa Dokhampa (Dongyu Nyima), guru raiz da renomada mestra inglesa Jetsunma Tenzin Palmo, uma corajosa iogue ocidental que passou 12 anos em retiro espiritual em uma caverna dos Himalaias indianos.

Desde a infância, Gyalwa Dokhampa recebeu intenso treinamento espiritual, concluindo diversos retiros sob a orientação de seus mestres. Durante nove anos, estudou história, lógica, filosofia e psicologia budista na Universidade Tango, no Butão, onde concluiu seu mestrado, recebendo a graduação máxima de acharya, mestre em filosofia budista.

A linhagem espiritual da qual S. Ema. Gyalwa Dokhampa é um dos principais detentores e herdeiros espirituais, traz consigo as transmissões das técnicas meditativas dos caminhos do Sutra e do Tantra do budismo indiano, contemplados neste livro por meio da essência da Perfeição da Sabedoria, abordada a partir das duas perspectivas.

Repleto de sabedoria, A lua no espelho é um livro para levarmos no bolso, para termos acesso a qualquer hora e situação, útil para todo tipo de desafio externo ou interno de nossa vida. Ele contém a quintessência da Perfeição da Sabedoria, pronta para ser aplicada a cada instante de nossos dias.

Agradecemos especialmente a S.S. o atual Gyalwang Drukpa, nosso guia espiritual e o coração que nos move em direção a uma vida plena de significado, bondade e realização espiritual. Somos gratos também à S. Ema. Gyalwa Dokhampa por sua incansável dedicação e paciência em nos ensinar esse caminho profundo, e à comunidade budista Drukpa Singapure, que transcreveu e publicou estes ensinamentos – originalmente concedidos por Rinpoche em Cingapura, em dezembro de 2011.

Nesta nova edição do livro para o continente americano, o texto do Sutra do Coração foi traduzido por mim do tibetano para o português. Foi incluída uma introdução detalhada, de minha autoria, sobre a história e a classificação filosófica desse ensinamento da tradição budista, além de importantes notas de rodapé e um glossário aperfeiçoado, construído a partir das mais variadas escrituras sagradas em língua tibetana.

Nossos mais sinceros agradecimentos à Ven. Bhikshuni Lobsang Trinley e a Trevor Stockinger, que revisaram e corrigiram todo o original em língua inglesa, oferecendo sugestões valiosas. Também agradecemos à tradutora Lúcia Brito, que se prontificou com muita alegria a traduzir estes preciosos ensinamentos para o português.

Lama Jigme Lhawang
Julho de 2013
Comunidade Drukpa Brasil Recife, Brasil


Onde comprar o livro

Você pode adquirir o livro impresso na na loja online da Lúcida Letra ou, se preferir a versão digital para Kindle, na Amazon.

Blog Widget by LinkWithin

Gustavo Gitti é aluno do Lama Padma Samten. Pode ser encontrado às quintas no CEBB São Paulo. | Leia outros posts de


Receba o próximo texto

Um comentário »

  • Vítor Moreira Barreto disse:

    Oi Gitti, fiquei muito feliz com esse post. Mais feliz ainda em publicar livros como esse. Espero que tragam muitos benefícios.

    Em breve teremos mais livros maravilhosos como esse!

Deixe seu comentário!

Esse site usa o sistema Gravatar. Para que sua foto apareça, basta se cadastrar.