| | | | | |

A meditação e seus pequenos milagres

por 12/05/2009 14 comentários

zazen

A meditação é uma prática, um experimentar e sentir o nosso lado interno. Esta prática consiste essencialmente em uma redução de ritmo do nosso corpo e da nossa mente. Ao sentar-se confortavelmente, com a espinha ereta, relaxado e vigilante, focando a entrada e saída do ar das narinas, já produzimos um pequeno milagre: corpo estático, talvez pela primeira vez em anos, dando-nos chance de respirar tranquilamente, sem outro objetivo que não respirar e observar a respiração.

Quando os pensamentos e emoções vierem, apenas observe, sem se deixar levar por eles, aguardando que passem como nuvens no céu, e voltando a observar a respiração tantas vezes quantas forem necessárias. Esta é uma primeira técnica e não tem a nada a ver com perfeição: basta voltar à respiração tantas vezes quanto preciso. Alguns minutos pela manhã e alguns minutos à noite, seu bem estar vai determinar a extensão do tempo.

O segundo milagre é termos criado um observador interno, um artifício, que de agora em diante mantém seus pensamentos e emoções no seu radar interno, como que projetados em uma tela, tirando deles a força que possam ter, e ajudando-o a controlar seus impulsos, notadamente aqueles que causam dano a você e aos outros.

Com a prática, este controle não terá a sensação de privação de algo, mas a sensação de ter criado um espaço, um pouco mais de liberdade frente aos impulsos que antes nos controlavam de forma danosa. Este é o terceiro milagre.

O quarto milagre é que todos os seus padrões repetitivos de pensamento e ação ficarão a cada dia mais claros, e sua própria força vital lhe mostrará o caminho para se libertar deles.

Se você combinar esta prática com a criação de relações cordiais e respeitosas, o resultado é uma vida mais serena e alegre, e, com o tempo, uma visão mais precisa da realidade, que o ajude a reduzir o sofrimento nesta vida. Quando o momento chegar, aparecerá um professor interno, que o levará a procurar um professor externo, cuidadoso e compassivo, para ajudá-lo a explorar este lindo e poderoso caminho.

Blog Widget by LinkWithin

Carlos Ernesto de Oliveira é professor e consultor. Procura introduzir o Darma em cada ato da vida, falhando repetidas vezes. Está no CEBB SP às terças e no CEBB Campinas aos sábados alternados. | Leia outros posts de


Receba o próximo texto

14 comentários »

  • José Benetti disse:

    Poderoso, Carlos!
    Milagroso.

    Obrigado por proporcionar tais orientações, simples e diretas.
    carinho

  • Ademir Ferrer Soares disse:

    Realmente isso vai acontecendo sem que nós percebamos, lento e gradual.

  • Angelo Maria disse:

    Sensacional!

    Gostei muito da explicação Carlos. Escreva mais!

  • Dalton disse:

    Como é bom ter esse tipo de recurso disponível na Internet, onde podemos sentir a presença de uma rede que facilita esse despertar lento e gradual.

    Obrigado pelo trabalho de vocês!

  • Espiritualidade Prática » A MEDITAÇÃO E SEUS PEQUENOS MILAGRES disse:

    [...] A meditação é uma prática, um experimentar e sentir o nosso lado interno. Esta prática consiste essencialmente em uma redução de ritmo do nosso corpo e da nossa mente. Ao sentar-se confortavelmente, com a espinha ereta, relaxado e vigilante, focando a entrada e saída do ar das narinas, já produzimos um pequeno milagre: corpo estático, talvez pela primeira vez em anos, dando-nos chance de respirar tranquilamente, sem outro objetivo que não respirar e observar a respiração. Continue lendo… [...]

  • Moriah disse:

    Obrigada Carlos!

    Pela orientacao e explicacao das etapas e o que vai acontecendo
    na evolucao do processo de purificacao dos venenos.

    Um grande abraco,

    Moriah.

  • Carlos Ernesto (autor) disse:

    Valeu, Moriah; obrigado por seu comentário; sinto que o céu está se movendo, e breve publicarei mais algumas coisas.Abraço fraterno.

  • Patrícia disse:

    Sim, muito bom.
    A pessoa interna é constante e vigilante, mas o professor externo é bem difícil de achar…
    Abraços

  • Carlos Ernesto (autor) disse:

    Olá, Patrícia; só de estarmos aqui, já descobrimos o professor interno, nos dizendo que talvez haja algo a aprender; o Lama Samten nos dá a visão completa do Dharma, que pouco a pouco transforma e completa nossas vidas, com destemor e não aflição crescentes.

  • Lean disse:

    Este prof e simplesmente o melhor, pois junta seu conhecimento com a sabedoria e nos ensina alem dosnlimites acadêmicos. Tenho orgulho de ter um amigo e prof. Igual a este homem que apreendeu com seus erros e vem nos ensinando cada dia mais….. Obrigado

  • Lourdes Trindade disse:

    Alô Carlos, Obrigada pela doação!
    Realmente, a liberdade que vamos adquirindo, lentamente, diante de nossas respostas automáticas, é início de um processo de desapego e libertação.
    Grata, Lourdes.

  • roberto disse:

    Gostaria de frequentar um templo, iniciar-me na prática da meditação, ouvir palestras. Moro em Santo Amaro. Onde posso procurar?

  • cynthia disse:

    Professor
    É bem isso que acontece,obrigada por clarear com este texto gostoso de ler. abraço cynthia

  • Roberto Venosa disse:

    Olá Compadre,

    Há muito tempo não nos vemos. De minha parte, gostaria de retomar o contato.

    Um abraço fraterno,

    Roberto Venosa
    e-mail: conssup@idort.com

Deixe seu comentário!

Esse site usa o sistema Gravatar. Para que sua foto apareça, basta se cadastrar.