Mapa do templo Eihel-ji. Imagem: Wikipedia

Carta de arrecadação de 800 anos escrita pelo mestre Dogen

Mestre Dogen oferece a tigela para a construção do Eihei-ji, principal templo da escola Soto Zen


Por
Revisão: Eloise Porto
Tradução: Daniela Chaves

Nessa relíquia preservada pelo tempo e pela força dos ensinamentos de Dogen, encontramos um mestre cujas palavras ressoam, em todos os níveis, a voz sólida e confiante dos budas de todas as direções. Há quase 800 anos, Dogen trocava a urbana Kyoto pela solitude quieta das montanhas, movido por uma devoção inabalável e pela aspiração de construir um local onde monges pudessem se aprofundar no treinamento budista.

Seu meio hábil para tornar esse projeto possível foi o mesmo empregado pelo Buda Shakyamuni, mil anos antes, e por todos os mestres dos três tempos: a generosidade. Nessa belíssima carta de arrecadação, vemos Dogen oferecendo sua tigela para a construção do monastério de Eihei-ji, que ainda hoje permanece o principal templo da escola Soto Zen.


Carta de arrecadação de fundos de 800 anos

 

No século XIII, no Japão, Dōgen Zenji (também conhecido como Eihei Dōgen) não estava muito satisfeito com as políticas internas e problemas comuns entre as diversas escolas de budismo da época. Ele era o tipo de homem que achava que alguém deveria “preferir ser derrotado na presença dos sábios do que se destacar entre os tolos“.

Então, em 1235, fez as malas e se mudou para as montanhas, onde planejava abrir o Eihei-ji, um templo da escola Sōtō Zen. “Não vou me arrepender, embora o que desejei e tenha começado não se concretize“, escreveu ele.

Não me importo se apenas um único pilar for erguido, contanto que as pessoas das gerações posteriores pensem que alguém teve a aspiração de realizar tal projeto.”

Templo Eihel-ji. Foto: CC por Tak.H.

Como aconteceu, Dōgen não se baseou apenas nas aspirações a fim de tornar seu sonho realidade, pois até mesmo um budista precisa de dinheiro para construir um templo. Porque muitos dos seus escritos ainda sobrevivem, nós sabemos exatamente como ele fez isso: sim, através do recurso de mala direta. Este é o primeiro exemplo conhecido de uma carta de arrecadação de recursos descoberto até hoje:

Nós respeitosamente fazemos este anúncio para todos os budas nas dez direções, sábios e monges nos mundos celestiais e humanos, os oito tipos de seres no reino dos dragões, e generosos homens e mulheres. Desejamos construir uma sala de treinamento com pequenas doações de pessoas de coração puro.

Há alguns anos, desde que eu voltei ao Japão, da China, eu prometi estabelecer um mosteiro. Mas não houve um lugar adequado para apoiar a prática formal dos monges usando tigelas e vestes. Agora, nós adquirimos um lugar excelente…

Embora ainda esteja coberto de ervas daninhas e ainda não esteja funcionando, nós planejamos construir um monastério de treinamento lá… Precisamos urgentemente de um salão de monges neste momento. Planejamos construir um quadrado de sete ken¹ [70 pés quadrados], sem paredes no seu interior. Vamos montar longas plataformas para residir, onde iremos praticar dia e noite sem falhar…

Vamos reconhecer as doações, instalando os nomes dos doadores no centro da imagem sagrada. As inumeráveis sílabas da semente da sabedoria honrarão os doadores e todos.

Aqueles que alcançarem o caminho neste salão estarão guiando os mestres da assembleia. Verdadeiramente, eles serão sábios e alcançarão não apenas o reino humano, mas transformarão os seres no reino celestial e no palácio do dragão. Aqueles nos reinos da magia e escuridão também ouvirão. Dessa forma, esta roda do Dharma transmitida de Shyakyamuni Buda pode alcançar todos os lugares.

Eu ainda não fui capaz de descobrir como encontrar endereços e distribuir apelos por mala direta para seres no mundo celestial e no reino dos dragões, mas aparentemente havia uma quantidade suficiente de homens e mulheres generosos e de coração puro no plano terreno para que este projeto fosse consolidado. O Eihel-ji ainda existe, quase 800 anos depois. Embora não haja edifícios originais ainda em pé, o templo complexo atual está localizado a 14 quilômetros a leste de Fukui, no Japão.


*Carta de Dogen Zenji traduzida do japonês para o inglês por Michael Wenger e Kazuaki Tanaka.


¹Unidade de medida japonesa. 1 ken = 2.19 metros

Saiba mais

  • Resgatamos em nossa área de acervo um artigo da Bodisatva nº 5, que traz um ensinamento tradicional do mestre Dogen sobre maneiras não-egoicas de estar no mundo e beneficiar todos os seres vivos: Os quatro métodos de orientação de Bodisatvas →
  • Kaz Sensei relata seu processo de tradução dos escritos do grande mestre Zen Dogen para o japonês moderno e para o inglês no livro Painting Peace: Art in a Time of Global Crisis. Esse texto foi traduzido e publicado aqui no site. Confira →
  • Durante sua estada no Brasil em 2018, Kaz Sensei ofereceu, no CEBB Caminho do Meio, um retiro muito especial em que leu e comentou trechos e poemas de sua tradução do livro “Tesouro do Verdadeiro Olho do Darma”, do mestre Dogen. Assista aos vídeos do retiro →

Apoiadores

1 Comentário

  1. schop disse:

    obrigado pelo texto. vocês possuem o trecho completo de onde vem a citação “preferir ser derrotado na presença dos sábios do que se destacar entre os tolos”?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *