| | | | |

Dalai Lama fala para turistas em Dharamsala

por 29/04/2014 2 comentários

Sua Santidade o Dalai Lama fez no sábado, 26 de abril de 2014, uma audiência pública a mais de 1600 turistas estrangeiros e cerca de 400 indianos, casualmente em visita a Dharamsala. Assista o vídeo dos ensinamentos abaixo do texto.

Alguns excertos desta audiência:

Eu considero-me sempre como um ser humano, então, vêem, somos iguais: emocionalmente, mentalmente e fisicamente. Todos nós queremos ser felizes.

Quando visito o estrangeiro digo isto frequentes vezes, mas em Dharamsala, com excepção de ensinamentos públicos, não há muita oportunidade. Apercebi-me da grande quantidade de turistas no aeroporto… alguns mostrando interesse sobre religião e outros não… isso não é relevante. Todos nós queremos uma vida feliz. E muitos turistas vêm aqui mas não têm a oportunidade de ter um encontro pessoal comigo… assim achei que isto é um pouco por minha culpa e senti-me um pouco desconfortável, por isso foi providenciado este encontro, e eu estou muito feliz.

Em relação aos problemas que enfrentamos, temos uma série de problemas em África, e agora na Ucrânia e na Síria. Na verdade tudo isso são as nossas próprias criações. A base deste problema é darmos muito mais importância, mais ênfase a diferenças no nível secundário, negligenciando ou esquecendo a unidade da humanidade.

Assim, ao nível secundário dizemos: a minha nação a sua nação; a minha religião – a sua religião, e então existem muitas diferenças, e criamos conceitos muito fortes: o “eu” e “eles” e essa é a base da violência, a base do conflito.

E as pessoas que colocam muita ênfase, muito interesse em si mesmos, ou a sua própria família, a sua própria nação, independentemente do que os outros sentem, também acabam por não ser felizes. Demasiada ênfase na sua própria área, no próprio povo, isso cria distância dos outros, e no fim acabamos por nos sentirmos solitários.

E isso no nível também da sociedade, se você pensar apenas em si mesmo, na própria família, área, e não se preocupar com os outros…então todos os seus vizinhos… eventualmente, você começa a ter suspeitas, desconfianças, e isso traz o medo, que traz a solidão, o desamparo.

Uma vez que nos abrimos, percebemos que somos todos seres humanos, todos queremos ser felizes , eu quero ser feliz, e para isso é preciso desenvolver uma compreensão genuína da unidade da humanidade. Então todos estes problemas com base em diferenças de nível secundário, reduzem-se.”

Abaixo o vídeo da palestra completa em inglês:

Blog Widget by LinkWithin

| Leia outros posts de


Receba o próximo texto

2 comentários »

  • carolinatuloner disse:

    Precisamos nos informar cada dia mais.

  • elisete disse:

    porque não com legenda em portugues?

Deixe seu comentário!

Esse site usa o sistema Gravatar. Para que sua foto apareça, basta se cadastrar.