| | | |

Um breve relato da passagem do Kyabje Tenga Rinpoche

por 30/03/2012 1 comentário

Como vocês sabem, Kyabje Tenga Rinpoche havia sido internado no hospital na noite de 26 de março. No dia 28, às 5:30 pm Rinpoche expressou seu desejo de voltar ao mosteiro. Os médicos o aconselharam fortemente a não fazê-lo, devido à falta de instalações de lá, e dizendo francamente a Rinpoche que não poderiam dar nehuma garantia por se ele optasse por sair de qualquer maneira. No entanto, Rinpoche manteve sua decisão, que também foi confirmado pelo conselho de S.S Karmapa pouco tempo depois. Uma ambulância foi preparada e Rinpoche chegou ao mosteiro por volta das 19:00.

Anteriormente, enquanto no hospital, a situação Rinpoche era insuportável. Ele estava em um grande desconforto e tinha de ser virado a cada minuto. Além disso, enquanto na clínica, ele não conseguia dormir por um minuto sequer. Esta situação persistiu por algum tempo uma vez que ele estava de volta para casa no mosteiro até que, às 9:30 pm, ele perguntou a Tashi Özer e Sherab Wangchuk para dizer a todos para saírem. Por volta das 10:00 Rinpoche pediu especificamente para chamarem oito pessoas . Eram Tenpa Yarpel, Sherab Wangchuk, Lodrö Jinpa, Tashi Özer, Karma, Lama Geleg, Lama Tsöndrü e Sopa Chopel. Ao entrarem, encontraram Rinpoche dormindo pacificamente e ficaram em silêncio na sua presença até meia-noite.

Quando Rinpoche acordou pouco depois da meia-noite, Sherab Wangchuk informou-lhe que todos os requeridos estavam presentes. Rinpoche foi, então, ajudado a sentar-se e começou a falar de sua última vontade. Ele pediu várias vezes que suas palavras fossem gravadas de modo de não haver nenhum erro mais tarde. Entre os desejos de Rinpoche foi de que alguns objetos de ouro que tinham sido recentemente oferecidos a ele, serem colocado dentro da grande estátua de Maitreya no templo principal, bem como no remate de ouro em cima do teto templo. Isso já foi feito.

Não ficou imediatamente aparente, mas depois de um tempo notou-se que Rinpoche não fez mais qualquer movimento. Ao invés disso, sentou-se muito ereto e imóvel e não parecia mais ser uma pessoa doente. Enquanto anteriormente Rinpoche havia se sentido muito enjoado, agora tudo isso tinha ido embora e ele não mais parecia estar desconfortável. Ocasionalmente, ele pedia um gole de água ou suco.

Depois de algum tempo Tenpa Yarpel foi chamado novamente e Rinpoche deixou bem claro que ele desejava que seu corpo fosse cremado. Sendo ainda mais específico, Rinpoche determinou que os quatro rituais de fogo para a cremação deveriam ser realizado pelos nossos lamas e monges do mosteiro Benchen, por Tsike Chokling Rinpoche, por Chökyi Nyima Rinpoche e por Tulku Yonten do mosteiro de Thrangu e seus respectivos monges.

Mais uma vez, um pouco mais tarde Sherab Wangchuk foi chamado e instruído a extender os melhores desejos e aspirações de Rinpoche para todos os seus alunos na Europa, Malásia, Singapura, Taiwan e Indonésia, e especialmente à Sra. How Yok Bee, Sr. e Sra. Peter e Nora Rohde-Kvaede e ao Sr. Tim Tashi Boldt e família.

Mais uma vez um pouco mais tarde Tenpa Yarpel foi chamado. Rinpoche declarou expressamente que era o seu desejo de que a Tenpa Yarpel fosse dado o posto de Tesoureiro Sênior, enquanto a Tashi Özer será o de Tesoureiro júnior do Mosteiro Benchen.Isto foi posto por escrito e será respeitado.

Até agora a noite tinha passado e eram as primeiras horas de 29 de março. As 3:00h Rinpoche chamou Karmo, sua sobrinha. Depois que Yarpel Tenpa foi chamado novamente e Rinpoche pediu que pedissem a Sangyum Dechen, a esposa de Tsike Chokling Rinpoche, a ser convidada para a manhã seguinte. Rinpoche insistiu uma vez mais como ele desejava que os seus melhores votos fossem enviados a todos. Às 6:00 H.E.Sangye Nyenpa Rinpoche veio e ficou com Tenga Rinpoche até pouco antes das 9:00, altura em que Sangyum Dechen chegou. Rinpoche tomou conhecimento de sua chegada, mas não disse nada. Por volta das 9:30 da manhã ela pediu permissão para deixar Rinpoche e foi dispensado.

Depois disso Ozer Tashi perguntou a Rinpoche como e quando se deveria começar a procurar próxima encarnação do Rinpoche. Tenga Rinpoche foi muito explícito sobre isso dizendo: “Pergunte a Sua Santidade o Karmapa! Seu conselho será muito claro.”

Por mais de 28 horas Rinpoche esteve sentado bem ereto e imóvel e por muito desse tempo ele parecia estar em profunda meditação. À noite Tenpa Yarpel foi chamado novamente à presença de Rinpoche e pediu para gravar suas palavras. Foi pedido de Tenga Rinpoche para que Sangye Nyenpa Rinpoche continuamente tomasse cuidado para que todos os rituais tradicionais do Mosteiro Benchen, as danças e pujas etc, continuassem ininterruptamente no futuro. Tenpa Yarpel então pediu Kyabje Tenpa Rinpoche para que, por favor, retornasse muito rapidamente, no que Rinpoche sorriu e acenou com a cabeça.

Por volta de 1:00 am Tenga Rinpoche mencionou que ele havia visto claramente seus professores diante de dele, o anterior 11º Tai Situ Pema Wangchok Gyalpo, o anterior Sangye Nyenpa Rinpoche, o anterior Dilgo Khyentse Rinpoche e o segundo Jamgön Kongtrul Palden Khentse Özer. Então, nas primeiras horas de 30 de Março, às 3:24 am hora local, para ser exato, ele finalmente faleceu. H.E. Sangye Nyenpa Rinpoche tinha visitado várias vezes antes disso.

Este dia, que é o oitavo dia do segundo mês tibetano, é um dia sagrado para a Tara Salvadora. Quando o momento finalmente chegou, Sangye Nyenpa Rinpoche ofereceu as palavras do “Esclarecendo o estado de Thugdam ” e os recitou diretamente no ouvido de Tenga Rinpoche. Assim Tenga Rinpoche ajustou sua postura um pouco, colocou as mãos no gesto da meditação, e desde então entrou na meditação profunda, que é conhecido como “Thugdam”, um estado meditativo que os grandes mestres realizados podem entrar depois de seus corpos tenham expirado. Logo depois que disso Sangye Nyenpa Rinpoche liderou a recitação de orações às Três Jóias e especialmente o “Apelo ao Lama ( Lama Djanbo)” por Jamgön Kongtrul.

Desde então, o conselho precioso de Sua Santidade o Karmapa foi recebido para manter ambientes ao redor Kyabje Tenga Rinpoche muito calmo e não permitir visitas ao Kudung, os restos preciosos, pela duração de três dias. Vamos agir em conformidade. Mediante a vontade expressa Kyabje Tenga Rinpoche, que deseja ser cremado e os conselhos do HE Sangye Nyenpa Rinpoche, a data para a cremação foi fixado para 18 de maio de 2012.

Com os melhores cumprimentos,

O Comitê do Monastério de Benchen

[O Precioso Kudung - Foto tirada por Karma Sherab Wangchuk, atendente pessoal de Kyabje Tenga Rinpoche, Kathmandu, 2012]

Blog Widget by LinkWithin

Editor do Blog Bodisatva. Mídias sociais digitais: Shiva Ashram Brasil, Espaço Shiva, Centro de Cultura Tibetana e CEBB. | Leia outros posts de


Receba o próximo texto

Um comentário »

  • Glauce disse:

    Inspirador! Como sempre, agradecer….

Deixe seu comentário!

Esse site usa o sistema Gravatar. Para que sua foto apareça, basta se cadastrar.